Televendas: (22) 9 97299100 – Clique e confira nossos horários de atendimento

Você sabe diferenciar o que é piso e o que é revestimento?

Entenda a diferente entre pisos e revestimentos

Entenda de uma vez por todas a diferença entre pisos e revestimentos

Todo piso é um revestimento mas nem todo revestimento é um piso. Se essa afirmação te deixa confuso, você está no lugar certo para desmistificar o assunto de uma vez por todas de forma prática. A diferença entre os dois acabamentos gera dúvidas na hora de escolher o ideal para a sua obra e isso é comum. No entanto, é fácil de aprender.

Quando você constrói ou promove uma reforma, conhecimento sobre a construção do seu sonho nunca é demais, né? Uma coisa são os especialistas, como arquitetos e designers entenderem o que vai ser construído com detalhes técnicos. Outra é você ficar por dentro dos produtos que vai comprar. E esse processo se torna mais simples e eficaz se você souber as principais diferenças na hora de escolher pisos e revestimentos. Neste artigo vamos te mostrar as diferenças e possibilidades de aplicação dos pisos e revestimentos para sua obra.

O que diferencia um piso de um revestimento?

As principais diferenças estão concentradas no formato, composição e aplicação dos pisos e revestimentos.  Dessa forma, os pisos são destinados a aplicações no chão e podem ter formatos variados.

Corredor com pisos na loja da Vilarejo Acabamentos
Crédito da foto: Cézar Fernandes

Já os revestimentos podem ser usados na parede, mas nem sempre no chão. Isso vai depender principalmente do material escolhido.

Foto de revestimentos na loja da Vilarejo Acabamentos
Crédito da foto: Cézar Fernandes

Deu para entender melhor as diferenças? Agora prepara o caderninho para anotar mais informações importantes!

Quais são os tipos de revestimentos?

Já que você chegou até aqui deve tá se perguntando quais são os principais tipos de revestimento. Então vamos lá. Separamos 2 modelos para te apresentar!

  1. Cerâmicos: Eles podem ser aplicados em piso ou em parede, como o caso dos azulejos, os mais comuns no país.

  2. Porcelanato: Eles contam com processo de produção de ala tecnologia, o que o torna mais resistente e menos poroso. Por ser esse produto com baixa absorção de água, cerca de 0,05%, o porcelanato é um queridinho dos profissionais. Tem muitas opções e estilos, se destaca em versatilidade. Ele também pode ser usado em diversas áreas, como residenciais ou comerciais. Assim como a cerâmica, o mercado oferece piso e parede.

O que é PEI e como isso pode afetar sua escolha?

Na hora de escolher você vai precisar saber para qual cômodo é indicado e o PEI (Porcelain Enamel Institute) de cada um. Quanto maior o PEI do piso, mais o esmalte será resistente a agressões, que vão de arranhões a fluxo de pessoas. O nome do instituto na sigla é porque se refere ao instituto que que regulamentou as normas para a classificação da resistência à abrasão superficial.

Ficou curioso? Entenda:

P2: indicado para revestimentos em parede

– P3: indicado para piso interno onde terá apenas o tráfego de pessoas

– P4 e P5: indicados para uso em áreas externas e são mais resistentes ao tráfego até de automóveis.

Confira outras dicas como estas no vídeo abaixo!

Faça-nos uma visita. Vamos te oferecer as opções que estão na tendência em 2022! A Vilarejo é líder em pisos e revestimentos no Estado do Rio de Janeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.